O Projeto

Histórias Cruzadas, Caladas, Curadas...

 

Ao Nivaldo, Benedita, Maria, Alcion, José, Felipe, Josefina, Gina, Amália, Pedro, Vitor, Gilmar, Alice, Lauro, Rodrigo, Renata, Susana... e a tantos outros que tiveram suas histórias cruzadas, caladas e curadas...

Damos vozes a quem quiser falar!

Damos vida a quem lutou para viver...

 

A exposição traz singularidades não apenas da doença hanseníase e seu impacto sócio-econômico-cultural na sociedade, mas de forma ímpar, histórias de pessoas... àquelas a quem a sociedade de certa forma, ora por preconceito, ora por pavor do desconhecido, negligenciou e julgou sem ao menos um cuidado para com os seus. Àqueles que foram tirados o direito de ir e vir!

 

Preservar a história do impacto da hanseníase sobre os indivíduos e familiares, a sociedade, as pesquisas médicas, a literatura e as artes por meio do museu do Instituto Lauro de Souza Lima e seu acervo significativo, possibilitará ao público visitante e pesquisadores da área se aprofundar no conhecimento e na memória que muito se quis apagar.

A exposição retrata o contexto histórico e social da doença e modos de tratamento no regime compulsório, história do Asilo-Colônia Aimorés e vivência, lazer e seu cotidiano, além do enfoque sobre o Instituto Lauro Souza Lima, referência na área de políticas públicas sobre a hanseníase.

 

Agradecemos inicialmente ao Instituto Lauro de Sousa Lima que permitiu adentrar nesse emaranhado tão delicado que é a hanseníase, à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo por meio do PROAC – Programa de Apoio à Cultura que possibilitou fomentar este projeto, e ao Sisem – Sistema Estadual de Museus por nos incentivar a sempre buscar novos horizontes.

ILSL_barralogos.png